BAHIA

BA está entre os estados com maior percentual de crianças em situação de pobreza

 
Os cinco estados com maior percentual de crianças e jovens pobres estão na região Nordeste. Entre os estados estão Alagoas (66%), Maranhão (62,4%), Ceará (61%), Bahia (60,8%) e Pernambuco (60,5%). Já os cinco com menor percentual são o Rio Grande do Sul (24,9%), Paraná (24,5%), São Paulo (21,2%), Distrito Federal (20,2%) e Santa Catarina (17,7%).
 
O levantamento feito pela Fundação Abrinq, divulgado nesta terça-feira (25), compara a situação da infância no Brasil com as metas assumidas pelo país nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU). 
 
Segundo o estudo, entre a população brasileira de zero a 14 anos, 40,2% se encontra em situação de pobreza. O percentual corresponde a mais de 17,3 milhões de jovens pobres no Brasil. 
 
De acordo com o relatório, as regiões Norte e Nordeste concentram os maiores índices de crianças e adolescentes em situação de pobreza, com 54% e 60,6% de jovens nessa condição, respectivamente. Percentuais menores aparecem nas regiões Sudeste (27,8%), Centro-Oeste (28,4%) e Sul (23,1%). São consideradas pobres as famílias com renda de até meio salário mínimo per capita, ou seja, de no máximo R$ 394 por pessoa (utilizando como referência o salário mínimo em 2015, que era de R$ 788). Em números absolutos, no entanto, a região Sudeste tem mais de 4,5 milhões de crianças e adolescentes vivendo em condição de pobreza familiar --no Nordeste, são cerca de 8 milhões e, no Norte, pouco mais de 2,5 milhões.
 
O estudo tem como base os números mais recentes do Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e busca auxiliar o monitoramento das ODS 1, 2, 3 e 5, que têm como objetivos erradicar a pobreza e a fome, assegurar boa saúde e bem estar e alcançar a igualdade de gênero. ( Luciano Reis & Bnews )

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.