Última Hora

Em meio à crise, procuradores aprovam reajuste salarial de 16,7%

Resultado de imagem para Em meio à crise, procuradores aprovam reajuste salarial de 16,7%
Mesmo diante da crise financeira e de ressalvas feitas pelo procurador-geral Rodrigo Janot, o Conselho do Ministério Público Federal aprovou nesta terça-feira (25) a inclusão no orçamento da instituição para 2018 de um reajuste salarial de 16,7% para procuradores da República. A informação foi divulgada pelo jornal O Globo. Se a proposta for levada adiante, os procuradores vão furar o teto salarial do serviço público e, com isso, passarão a ganhar mais que ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). O orçamento depende da aprovação do Congresso Nacional.
 
Segundo o jornal, o reajuste de 16,7%, que não constava na proposta original de Janot, foi incluído no orçamento a partir de sugestão de subprocuradores com a concordância da futura procuradora-geral Raquel Dodge. Não há verba prevista para o reajuste. O aumento, para ser absorvido nas próprias contas do Ministério Público, depende de corte de R$ 116 milhões em outros setores da própria instituição só em 2018. Nos anos seguintes teria que haver mais cortes ou crédito adicional do governo para o Ministério Público. ( Luciano Reis & Bnews )

Nenhum comentário

TESTE MONERO TECH