ESPORTE

Meia do Flamengo é diagnosticado com tumor no testículo

Uma notícia abalou os bastidores do Flamengo nesta terça-feira (25). Durante entrevista coletiva, o meia Ederson revelou que está com um tumor no testículo e foi afastado das atividades para se submeter ao tratamento. A descoberta aconteceu após realização de um exame antidoping, que o jogador foi flagrado com aumento de substância HCG. 
De acordo com o departamento médico do clube, Ederson passará por uma cirurgia e seguirá em tratamento no Flamengo. "A substância é quantitativa e aceitável até certa dose. O próprio organismo produz. Suspeitamos pelo histórico do atleta de alguma patologia. Investigamos e descobrimos o tumor no testículo, comum em homens entre 30 e 35 anos. Ele vai passar pela cirurgia e o tratamento tem um prognóstico muito bom. Alguns atletas [Robben (futebol), Nenê Hilário (basquete) e Lance Armstrong (ciclismo)] já trataram e temos a certeza de que será um sucesso", explicou o médico Márcio Tannure. 
 
Durante a entrevista, Ederson se emocionou e recebeu o apoio do presidente Eduardo Bandeira de Mello, do diretor Rodrigo Caetano e dos jornalistas presentes. Apesar do impacto com o diagnóstico recebido, o meia mostrou confiança para superar o problema. "É difícil ter palavras. Foi uma notícia que me impactou muito. Estou triste, mas também muito tranquilo pelos dias que virão pela frente. Será mais uma batalha e estou com o pensamento positivo. Agradeço pelo apoio de todos", disse. 

Com contrato junto ao Flamengo até 31 de dezembro de 2017, Ederson sofre com alguns problemas físicos desde que chegou ao clube. Ele ficou dez meses sem jogar e retornou em maio. Com a camisa rubro-negra, o meia realizou 38 partidas oficias e fez quatro gols. 
 
Nas redes sociais, o Flamengo e diversos clubes manifestaram apoio ao jogador. A hashtag #ForçaEderson se tornou o assunto mais comentado do Twitter. 

( Luciano Reis & Bnews )

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.