Última Hora

Forças Armadas têm contingenciamento de 44% e militares preveem "colapso"

Forças Armadas têm contingenciamento de 44% e militares preveem

Mesmo durante as discussões sobre a mudança da meta fiscal e de corte de gastos, as Forças Armadas têm pressionado o governo pedindo a recomposição no Orçamento, que sofreu redução de 44,5% nos últimos cinco anos. Desde 2012, os chamados recursos “discricionários” caíram de R$ 17,5 bilhões para R$ 9,7 bilhões. A soma não inclui gastos obrigatórios com alimentação, salários e saúde dos militares.
De acordo com o comando das Forças, houve neste ano um contingenciamento de 40%, e os recursos são suficientes apenas para cobrir os gastos até setembro. Caso não haja liberação de mais verba, será necessário reduzir expediente e antecipar a baixa dos recrutas. A substituição do quadro de efetivos por temporários já tem sido feita para reduzir o custo previdenciário. Integrantes do Alto Comando do Exército, Marinha e Aeronáutica avaliam que há um risco de “colapso”.
Em entrevista ao jornal Estadão, o presidente Michel Temer disse estar tomando medidas em relação ao contingenciamento. “Nós queremos devolver dinheiro, digamos assim, para os vários setores da administração e, em particular, às Forças Armadas”, afirmou o peemedebista. ( Metro 1 )

Nenhum comentário