Última Hora

Debate de denúncia contra Temer deve dominar pauta da Câmara dos Deputados nesta semana

Foto: Reprodução
A semana na Câmara dos Deputados promete ser agitada. Tudo porque os paralamentares receberão a denúncia contra o presidente Michel Temer pelos crimes de organização criminosa e obstrução de Justiça, além de concluir os debates da reforma política. As sessões do plenário estão marcadas para começar a partir das 11h30 de terça-feira (26). A Casa ainda não definiu se vai dividir a denúncia e fará análises separadas. Isso porque a acusação do Ministério Público Federal também envolve os ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha e da Secretaria-Geral da Presidência, Moreira Franco. “O entendimento, a Secretaria-Geral da Mesa trará com solidez. A primeira impressão é de que é sim possível haver essa análise conjunta, e a solução que for dada pela Câmara dos Deputados terá acompanhada a questão dos ministros. A autorização da Câmara, é focada, no meu entender, na responsabilidade do presidente. Os ministros já podem ser investigados pelo Supremo Tribunal Federal”, afirmou o líder do DEM, deputado Efraim Filho. Para começar a tramitação na Câmara, a denúncia entregue na noite da quinta-feira (21) precisa ser lida no plenário em sessão com quórum de pelo menos 51 deputados. Segundo o regimento interno, lida a denúncia, cabe ao primeiro-secretário da Câmara, deputado Giacobo (PR-PR) comunicar ao presidente Temer sobre o recebimento da denúncia. Paralelamente, a peça segue para análise da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). A expectativa do presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) é de que a votação no plenário aconteça no início de outubro. A expectativa do parlamentar é decidir sobre a denúncia “o mais rápido possível, mas respeitado o regimento”.


Da Redação Luciano Reis Notícias, com Metro 1

Nenhum comentário