POLÍTICA

Governo publica norma que suspende efeitos de extinção de reserva na Amazônia

Na terça-feira (5), o governo federal publicou no Diário Oficial da União, uma portaria que paralisa todos os procedimentos relativos à atividade de mineradoras na região na Amazônia conhecida como Reserva Nacional do Cobre e Associados (Renca), alvo de uma polêmica após decreto do presidente Michel Temer autorizar a mineração na região.
 
O Ministério de Minas e Energia também vai abrir uma consulta pública para debater as alternativas para a proteção da região, depois da reação negativa causada pela extinção da reserva.
 
Após a forte repercussão negativa pela decisão do presidente Michel Temer de extinguir, por decreto, a Renca, liberando uma área de 47 mil quilômetros quadrados entre o Pará e o Amapá para exploração mineral, o governo recuou. 
 
Segundo o jornal O Globo, apesar da suspensão, o governo dá sinais de que não vai desistir de levar projetos da área de mineração para a região. A portaria desta terça e a consulta pública apenas adiam o início das pesquisas na área. O MME deu um prazo de 120 dias para apresentar os resultados da consulta e de “eventuais medidas de promoção do seu desenvolvimento sustentável, com a garantia de preservação”. ( Luciano Reis & Bnews )

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.