BAHIA

PRF registra queda de número de acidentes, feridos e mortos durante feriado

PRF registra queda de número de acidentes, feridos e mortos durante feriado

A Superintendência de Polícia Rodoviária Federal na Bahia finalizou às 23h59 do último domingo (10) a Operação Independência do Brasil 2017, durante o feriadão do dia 7 de setembro. Segundo boletim divulgado pelo órgão, a Operação transcorreu com reforço de policiais, além de equipes de operações especiais em motopoliciamento que desenvolveram ações de fiscalização e de combate à criminalidade nas rodovias federais que cortam o estado da Bahia.
No ano passado, como não houve feriado prolongado, a PRF comparou os resultados com a Operação Corpus Christi 2017, que também transcorreu em um feriado prolongado. Foi registrado um aumento de 41,7% no número de veículos abordados, assim como elevação dos registros de motoristas flagrados sob efeitos de álcool, que configura uma das condutas que mais comprometem a segurança viária.
A Operação Corpus Christi submeteu 3.046 motoristas ao teste de etilômetro e flagrou 45 condutores dirigindo sob efeito do álcool. Na Independência foram 4.561 testes e 102 resultados positivos, mais que o dobro de condutores conduzindo alcoolizados, um aumento de 126,6%. 
Já com relação às ultrapassagens em locais proibidos, manobras responsáveis pelo maior número de mortes em rodovias, o crescimento foi de 37,5%.
Com relação à velocidade, os radares dispostos ao longo das rodovias flagraram 4.551 veículos transitando em excesso de velocidade, aumento de 117,9%.
A PRF registrou 48 acidentes, sendo 14 considerados graves, aqueles em que há pelo menos um ferido grave ou uma pessoa morta, sendo registrada uma redução de 22,2%. No período, 47 pessoas foram feridas, comparando-se com o feriado de Corpus Christi de 2017, ressaltando uma redução de 44 %. Cinco pessoas morreram durante o feriadão de setembro, o que representou uma redução de 44% no número de mortos. Das cinco mortes, duas aconteceram em acidentes do tipo colisão frontal, que são aqueles causados, na maioria dos casos, por ultrapassagens proibidas. Outro óbito ocorreu por capotamento, um por atropelamento de pedestre e um por colisão transversal. ( Metro 1 )

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.