Última Hora

Itapetinga: Funai declara que fazenda de Geddel não faz parte de área indígena

[Itapetinga: Funai declara que fazenda de Geddel não faz parte de área indígena]

Nesta quarta-feira (3), a Fundação Nacional do Índio (Funai) apresentou uma declaração informando que nas cidades baianas, Itapetinga, Potiraguá, Maiquinique e Itarantim, não tem área indígena. A declaração foi em resposta a um questionamento do prefeito de Itapetinga, Rodrigo Hagge (PMDB). Na cidade, a Fazenda Tabajara, que pertence à família Vieira Lima, foi desocupada.
Já a Fazenda Esmeralda, que pertence a mesma família, no município de Potiraguá, segue ocupada desde o último sábado (23), por cerca de 30 homens que estavam armados com espingardas e outras armas longas.
Os índios pataxós querem a demarcação das terras, que segundo eles são indígenas. A área tem, ao todo, 643 hectares, o que equivale a 643 campos de futebol. Os indígenas, de várias aldeias da região, afirmaram que existem ao menos três cemitérios indígenas na fazenda, por isso, o local é considerado sagrado. 
Na segunda-feira (2), 10 fazendas situadas no sudoeste baiano que haviam sido ocupadas foram liberadas após ação conjunta das polícias Militar e Civil, de acordo com informações divulgadas pela assessoria da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA).
Segundo a secretaria, na Fazenda Tabajara foram encontrados dez homens, que disseram fazer parte de uma organização denominada Movimento Livre da Terra (MLT). No local, foram apreendidos duas espingardas, duas motocicletas e um carro com restrições administrativas. Um homem, ainda não identificado, foi preso em flagrante por assumir ser o dono das armas. ( Luciano Reis & Bnews )

Nenhum comentário