Operação Perfil Falso prende mulher por estelionato na Bahia - Luciano Reis Notícias
Operação Perfil Falso prende mulher por estelionato na Bahia

Operação Perfil Falso prende mulher por estelionato na Bahia

Share This
[Operação Perfil Falso prende mulher por estelionato na Bahia]

No Dia Internacional da Mulher, o Ministério Público Estadual da Bahia (MP-BA) deflagrou a operação Perfil Falso e prendeu uma mulher identificada como Andreza Souza Dias Souza por crimes de estelionato e posse sexual.
Segundo a operação conduzida pelo Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e Investigações Criminais (Gaeco), a mulher teria feito dezenas de vítimas mulheres em diversas cidades da Bahia. Os crimes aconteciam desde 2013, quando ela iniciou sua empreitada criminosa em Salvador.
De acordo com promotores de Justiça do Gaeco, que conduziram a investigação, a investigada abordava mulheres por aplicativos de mensagens ou sites de encontros amorosos e se passava por pessoas do sexo masculino, utilizando imagens subtraídas de terceiros em redes sociais e até manipulando a sua voz.
“Com atuação convincente, alto poder de persuasão e extrema habilidade, a suspeita, passando-se por homens, ludibriava as vítimas a efetuar pagamentos e transferências em seu favor, que era apresentada como ‘sobrinha’ do personagem fictício por ela inventado”, explicam os promotores. Além disso, a investigada chegou a manter contatos sexuais fraudulentos com algumas mulheres.
Os promotores de Justiça e agentes do Gaeco cumpriram o mandado de prisão preventiva contra Andreza Souza Dias Souza e três mandados de busca e apreensão nas cidades de Santo Antônio de Jesus e Nazaré, no Recôncavo baiano, em endereços frequentados pela investigada. Foram apreendidos aparelhos celulares, computadores e documentos relacionados ao caso. Os mandados foram expedidos pela 5ª Vara dos Feitos Criminais da Comarca de Salvador.
A ação contou com o apoio da Coordenadoria de Segurança Institucional e Investigação (CSI); do Grupo de Atuação Especial em Defesa da Mulher e da População LGBT (Gedem), que ofereceu suporte emocional às vítimas; de promotores de Justiça do Ministério Público do Estado da Bahia; e da Polícia Militar do Estado da Bahia, por meio da Companhia Independente de Policiamento Especializado – Litoral Norte (CIPE). ( Luciano Reis & Bnews )

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

TESTE MONERO Luciano Reis Noticias