Vereadores debatem temas graves sobre Alagoinhas na Câmara Municipal - Luciano Reis Notícias
Vereadores debatem temas graves sobre Alagoinhas na Câmara Municipal

Vereadores debatem temas graves sobre Alagoinhas na Câmara Municipal

Share This
Foto: Kekeu Barreto
A sessão ordinária realizada na última terça-feira (04), na Câmara Municipal de Alagoinhas, foi bastante movimentada e marcada pelos discursos dos parlamentares. Entre os diversos assuntos que fizeram parte dos pronunciamentos durante o pequeno e o grande expediente, constaram:

Em relação ao setembro amarelo, o vereador Pastor Lins pontuou: “Esse é um mês muito importante pra nós nessa casa em virtude da lei que nós aprovamos nessa casa, que os vereadores aprovaram com relação à questão do suicídio e a depressão, e a nossa tristeza é que já começamos o mês de setembro com uma notícia um tanto triste: a tentativa de suicídio de mais uma pessoa na nossa cidade. Graças a Deus que foi uma atitude frustrada, a coisa não se consumou...”, complementando: “O governo municipal ainda não fez nada para poder sinalizar da sua preocupação também quanto a isso, nós não vimos nenhuma propaganda na rua, nenhum sinal como normalmente se faz, de colocar alguma coisa rosa, azul, enfim, a gente não viu nada que pudesse identificar a preocupação do governo municipal com relação à essa problemática”.
 
Foto: Kekeu Barreto
O vereador Caio Ramos destacou: “Recebemos hoje a ligação de algumas pessoas ligadas ao serviço de transporte das ambulâncias do município onde os senhores motoristas estão com os salários atrasados....E o pior, a maioria dos motoristas não tem contrato e uns são ligados a empresa RODcomo serventes. Denúncia grave daquilo que é a cara do governo joaquinista. Os motoristas estão trabalhando como motoristas, mas a função registrada de alguns deles é como servente. Aí eu pergunto: se acontecer um acidente com um motorista desse quem será responsável?”

Na ocasião, o vereador Thor de Ninha, em nome dos vereadores da oposição, entregou ao presidente em exercício e vice-presidente José Cleto, para ser protocolado, o requerimento para criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (referente a aplicação dos recursos do transporte escolar), esclarecendo: “Aqui não tem questões eleitorais, aqui não tem ninguém contra ninguém, aqui não existe acerto de contas. É a responsabilidade da Câmara de Vereadores e de seus membros.”

Em relação ao requerimento, o vereador Luciano Almeida ressaltou: “Eu acho bastante legítimo esse requerimento que foi dado entrada hoje na CPI, na Comissão Parlamentar de Inquérito, eu acho que é legítimo, o nosso papel é esse: sermos fiscalizadores, fazermos com que venha a luz do esclarecimento toda e qualquer dúvida. Agora, o que me chama atenção é que papagaio come milho e periquito leva a fama. Esse inquérito ele está restrito a janeiro de 2017 à novembro de 2017 (foi quando o contrato foi vigente) só que a Polícia Federal e a CGU não estão investigando o contrato por partes não, eles estão investigando o contrato como um todo, então essa parte de 2017 está inclusa.”

A próxima sessão ordinária será realizada no dia 06 de setembro, em horário regimental, às 15h.





Da Redação/ Luciano Reis Notícias, com Ascom - Câmara Municipal de Alagoinhas
Foto - Kekeu Barreto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

TESTE MONERO Luciano Reis Noticias