ALAGOINHAS

ALAGOINHAS

Obras milionárias feitas pela prefeitura de Brumado são investigadas pelo MP-BA

quinta-feira, 24 de janeiro de 2019

/ by REDAÇÃO
[Obras milionárias feitas pela prefeitura de Brumado são investigadas pelo MP-BA]
Duas obras milionárias feitas pela prefeitura de Brumado, no Centro-Sul Baiano, são investigadas pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA). O caso é analisado pelo titular da 1ª Promotoria de Justiça do município, promotor Millen Castro M. de Moura, que instaurou um procedimento preparatório para inquérito.
Duas construtoras são responsáveis pelas obras licitadas na modalidade tomada de preço. De acordo com informações publicadas no Diário do Município, a Coliseu Construtora e Empreendimentos foi responsável pela construção de um canal aberto no Riacho do Bate Pé, no bairro São José. O valor do contrato foi de R$ 1.105.345,40. Já a Construtora Aurea Ltda, também segundo informações publicadas na imprensa oficial, ficou responsável pela construção de outro canal, sobre o Riacho do Sapé, no bairro Olhos D´Água, entre as Ruas Israel Dias e Teodora da Silva Leite. O valor da obra foi orçado em R$ 1.038.615,90.
Em entrevista ao BNews, o representante do MP-BA explicou que vai averiguar se os materiais usados na construção dos canais eram adequados para esse tipo de obra e se o erário do Município sofreu prejuízo por causa da execução inadequada dos referidos contratos.
Segundo representação feita pelo vereador José Ribeiro Neves (PT), os canais desabaram 90 dias após ficarem prontos, em dezembro do ano passado, depois de fortes chuvas, “levantando indícios da prática de improbidade administrativa mediante enriquecimento ilícito”.
“Eu recebi uma representação de um vereador sobre duas obras de canais abertos feitas nos bairros São José e Olhos D ́Água. Após as chuvas, esses canais desabaram. Isso teria ocorrido por causa da qualidade dos materiais. A investigação ainda é preliminar. A única coisa que temos de concreto é que o fato aconteceu. Eu ainda não recebi os contratos também, para a gente poder aferir se houve alguma irregularidade”, disse. A portaria foi assinada em 15 de janeiro.

Outro lado
A reportagem tenta, desde o início da semana, contato com a prefeitura de Brumado. As ligações são transferidas para a Corregedoria do Município, a qual informou que a equipe não tem jornalista disponível no momento para falar com a imprensa. ( Luciano Reis & Bnews )

Nenhum comentário

Postar um comentário

Don't Miss
© all rights reserved
Desenvolvimento by Agência Ideia...