>
Luciano Reis Notícias : URGENTE: Médicos do Hospital Dantas Bião, em Alagoinhas, suspendem restrição de atendimento que seria iniciada neste sábado, 2 de novembro

ALAGOINHAS

ALAGOINHAS

URGENTE: Médicos do Hospital Dantas Bião, em Alagoinhas, suspendem restrição de atendimento que seria iniciada neste sábado, 2 de novembro

sábado, 2 de novembro de 2019

/ by REDAÇÃO
Hospital Regional Dantas Bião em Alagoinhas
(Foto: Reprodução)
Alagoinhas, 01 de novembro de 2019 - O Sindicato dos Médicos do Estado da Bahia em contato com o Luciano Reis Notícias, comunica que os médicos do Hospital Regional Dantas Bião, do município de Alagoinhas, suspenderam, no momento, a decisão de limitar atendimentos. A restrição estava programada para começar neste sábado, 2 de novembro e foi anunciada após uma assembleia realizada na última terça-feira. O rumo do movimento foi alterado em função de uma nova promessa do IBDAH, gestora do hospital. A empresa se comprometeu em receber as notas dos médicos e quitar, a partir de terça-feira, os débitos de dois meses de salários atrasados.
“A categoria, em um voto de confiança à empresa gestora do Hospital, está descontinuando a mobilização e aguarda o cumprimento do que foi proposto”, afirma a presidente do Sindimed-BA, Dra. Ana Rita de Luna Freire Peixoto. A mobilização, por tempo indeterminado, foi deflagrada em função do atraso dos salários de agosto e setembro. A partir da zero hora de sábado, seriam atendidas apenas as fichas vermelhas e amarelas, referendados pelos médicos e realizadas somente cirurgias de urgência e emergência, com suspensão das eletivas. 
O Dantas Bião é um Hospital ligado à Secretaria de Saúde do Estado da Bahia - Sesab, gerido pela IBDAH. É referência de urgência e emergência para 16 municípios, com uma média de 450 atendimentos por dia. O atraso de salários não foi o único problema verificado pelo Sindimed-BA.  "Identificamos uma grande sobrecarga de trabalho, com apenas dois médicos clínicos por plantão e um pediatra, por exemplo. Esse subdimensionamento de profissionais, ao impactar nos atendimentos, gera inclusive um grande sofrimento para a população, acarretando extenso tempo de espera", afirma a presidente do Sindicato
Ela relata que as pessoas enfrentam condições difíceis no local, com falta de medicamentos básicos e essenciais; equipamentos ineficazes e consultórios sem ar condicionado, dentre outros problemas.




Da Redação- Luciano Reis Notícias, com Ascom Sindimed. 

Nenhum comentário

Postar um comentário

Don't Miss
© all rights reserved
Desenvolvimento by Agência Ideia...