>
Luciano Reis Notícias : Alagoinhense Solange Almeida diz ter pensado em desistir da carreira após sofrer preconceito

ALAGOINHAS

ALAGOINHAS

Alagoinhense Solange Almeida diz ter pensado em desistir da carreira após sofrer preconceito

segunda-feira, 20 de janeiro de 2020

/ by REDAÇÃO
Solange Almeida no Palco do Domingão (TV Globo/Divulgação)
Depois de dar o que falar no Show dos Famosos - homenageando cantores como Ivete Sangalo, Jennifer Lopez e Whitney Houston - a cantora Solange Almeida, 45 anos, retornou ao palco do Domingão do Faustão, da Globo/TV Bahia, desta vez para cantar seus próprios hits. Aclamada pelos fãs, a artista ainda foi surpreendida quando Faustão anunciou sua participação no Arquivo Confidencial. Durante o quadro, ela contou que passou perrengues para ter o que comer em casa e chegou a pensar em desistir da carreira ao sofrer preconceito por sua aparência.
Kellyson de Medeiros, amigo de Solange, contou que a cantora já teve que enfrentar muita barra para sobreviver, inclusive, um período em que mal tinha o que comer. "Você dizia muito que ainda ia participar do Faustão e hoje você está aí... Eu sei que o começo foi difícil e você passou por muitas dificuldades. Chegava dos shows, abria a geladeira e não tinha muito o que fazer em relação à alimentação para os seus filhos e você me ligava: 'Kellyson, eu não tenho muita coisa aqui, o que eu faço?'".
"Vou ser grata o resto da minha vida, passei perrengues mesmo. Ele foi amigo de todas as horas", destacou Solange.

“Fausto, você acredita que, em 1997, eu estava vendo o seu programa e disse: ‘Um dia eu ainda vou para o Arquivo Confidencial’. As palavras têm poder. Acreditem nos sonhos de vocês”, lembrou a artista, emocionada.

Preconceito pela aparência

Solange também contou que já sofreu muito preconceito por sua aparência. “Teve um show em especial, no Sul do país, quando eu entrei para cantar - nessa época eu já estava magra - tinha um grupinho de pessoas e, em uma dessas leituras labiais, vi aquelas pessoas falando sobre mim: ‘Um bando de mulher feia’. Parei o show e disse: ‘Ei, se somos feias, por que estão aqui?’ Coloquei todo mundo para fora.”
“Aconteceu um fato que me marcou muito. Eu era gordinha, desci do avião, estava toda feliz, era a primeira vez que eu ia estar na cidade. Quando chego no aeroporto, tinha um grupinho que disse assim: ‘Cadê a Solange? Quero conhecer a Solange’. Disseram: ‘É aquela ali?’. ‘Ai, não acredito que passei duas horas para ver uma baleia descer do avião.’"
Solange Almeida no início da carreira (Arquivo Pessoal)
Solange Almeida no início da carreira (Arquivo Pessoal)
Amigas de Solange Almeida mostram fotos de antigamente
(Arquivo Pessoal)

 A cantora ainda destacou que não conseguia oportunidades em função de sua forma física. "Tinham bandas que não me queriam. Era muito preconceito. Tinha uma banda, antes do Aviões, que tinha uma certa visibilidade, estava sempre fazendo programa de TV. Uma música que gravei estava fazendo sucesso, uma versão da Celine Dion. Fui em um programa de TV e disseram assim: ‘Você não vai entrar, quem vai dublar a sua voz é a cantora bonita’. Falei: ‘Ela não vai. Se ela entrar, eu quebro tudo’. A menina não entrou me dublando, mas eu também não entrei.”
A cantora ainda destacou que não conseguia oportunidades e sofria gordofobia. "Tinham bandas que não me queriam. Era muito preconceito. Tinha uma banda, antes do Aviões, que tinha uma certa visibilidade, estava sempre fazendo programa de TV. Uma música que gravei estava fazendo sucesso, uma versão da Celine Dion. Fui em um programa de TV e disseram assim: ‘Você não vai entrar, quem vai dublar a sua voz é a cantora bonita’. Falei: ‘Ela não vai. Se ela entrar, eu quebro tudo’. A menina não entrou me dublando, mas eu também não entrei.”
Solange conta detalhes de como a tratavam: “Eu mandava fita e pediam foto. Eu falava: ‘Você quer uma cantora ou uma modelo?’. Muita gente deixou de me contratar porque via que eu era gordinha".
"Nessa banda, eu perdi todas as minhas expectativas. Eu disse: 'Agora vou amarrar as minhas chuteiras, não vou mais cantar, não vou enfrentar público mais'. Não queria ser cantora de frente, queria ficar resguardada no estúdio. Aconteciam coisas terríveis. De tanto apanhar, resolvi ficar no meu cantinho. Foi aí que surgiu a proposta de ir para o Aviões do Forró”, completa.
Solange ainda se comoveu ao escutar ela mesma cantando aos seis anos de idade em uma rádio de Alagoinhas, na Bahia. "Eu tô lembrando de um apelido que você tinha... O apelido dela era pomba, uma ave da paz, do bem. Ela tinha esse jeitinho de voar. Falei para o pai dela: pode investir, que ela via ser uma artista", contou o tio Vital Pereira, que a incentivou no início da carreira.
A perda da mãe

O pai da cantora, Paulo Leôncio Pereira, lembrou da relação da filha com a mãe, já falecida. "Elas sempre se deram muito bem... Se ela estivesse vendo a Solange hoje, seria a maior satisfação dela".
"O dia do falecimento da minha mãe, eu estava em Salvador, saí do hospital, estava desnorteada. Quando eu desci do ônibus em Alagoinhas, o primeiro abraço que recebi foi das minhas amigas. Tudo o que eu precisei elas estavam ali pra me dar", relembrou Solange.
Pai de Solange contou histórias sobre a filha
(Foto: Globo/Reprodução)
Quase tragédia
Junior Bomba, ex-segurança de Solange, contou que salvou a vida da cantora em um show em Natal.
“Começou uma confusão e o Junior, na hora que viu o rapaz sacar a arma em direção a mim, me empurrou e levou o tiro no meu lugar. Fiquei ali sem saber o que fazer”, lembrou Solange.
Relação com os filhos
Rafael, filho da cantora, contou como ela reagiu quando descobriu que poderia ser vovó.
“Seis anos atrás, ela estava grávida da Ester, eu namorava uma menina e aconteceram coisas. Falei: ‘Mãe, a senhora vai ser vó’. Ela gritou: ‘Não posso ser vó, eu estou grávida da Ester’. Eu chorando. Novo, novo, novo. Foi só um susto. A senhora ainda não é vó. Digo que é uma relação não só de mãe e filho, é de irmão e irmão, amigo e amiga, de cúmplices.”
Rafael, filho da cantora, contou que Solange quase virou vovó
(Foto: Globo/Reprodução)
Já a filha Sabrina diz que a mãe é uma inspiração: “Eu vi uma mulher que passou por muitas situações complicadas, recebeu muitos nãos. Um grande ensinamento que ela me deu é que uma mulher pode ser o que ela quiser”.
Enquanto isso, a pequena Maria Ester cantou e deixou a mãe encantada. “Eu sou um carrapato. Sempre fico grudada nela”, falou Ester.
Filhas de Solange Almeida deram depoimentos sobre a mãe
(Foto: Globo/Reprodução)
Maria Ester emociona Solange Almeida
(Foto: Globo/Reprodução)
“Meus filhos são o meu maior tesouro. Tudo o que eu faço é voltado para eles”, concluiu a cantora.
Da Redação- Luciano Reis Notícias, com Correio.  

Nenhum comentário

Postar um comentário

Don't Miss
© all rights reserved
Desenvolvimento Alves Comunicação Digital...