Após deixar prefeitura de Salvador, ACM Neto vai focar o interior visando 2022

Minha Bahia

Presidente nacional do DEM, ACM Neto deve percorrer o interior baiano visando as eleições para 2022. Em entrevista, ele deixou claro que não pode garantir que será candidato ao Governo do Estado porque não se trata de uma vontade individual, mas sim coletiva.

“Veja, eu não vou aqui de maneira alguma deixar de dizer a você que o mais provável é que eu dispute o governo do estado em 2022. Agora eu quero transformar isso em algo absolutamente natural. Uma candidatura a governador não pode ser apenas fruto de uma vontade pessoal, de um desejo meu. Ela tem que ser fruto sobretudo de uma vontade dos baianos. Então eu quero transformar isso em algo natural”, disse.

Foto: Valter Pontes/ Secom

ACM Neto ressaltou que enquanto foi prefeito de Salvador, acabou focando pouco no interior. “Esses últimos oito anos, eu tive a minha vida praticamente dedicada a Salvador. Eu, é claro, como uma liderança política, jamais me distanciei do interior, jamais deixei de fazer visitas ao interior, porém o meu foco, a minha atenção, a minha energia estavam concentrados para Salvador pelo meu trabalho como prefeito. Agora a realidade é outra, a prioridade para a minha agenda neste ano de 2021 é o interior. Eu vou dedicar boa parte do meu tempo para viajar pela Bahia. Nesse primeiro momento as nossas viagens têm como objetivo ajudar prefeitos que acabaram de assumir, eu com 8 anos de experiência na Prefeitura de Salvador, eu acumulei muito conhecimento. E eu acho que eu tenho a obrigação de dividir isso com prefeitos que estão chegando e que querem acertar. Nós vamos traçar um plano regionalizado onde a gente possa observar os aspectos socioeconômicos de cada região”, pontuou.

O presidente democrata continuou: “Eu quero, inclusive, buscar a colaboração de técnicos e de pessoas do Brasil inteiro para apresentar uma proposta para a Bahia, e aí a gente vai, é claro, passar o ano de 2021 todo debatendo o estado, discutindo a situação de cada localidade da Bahia, não só para ter um diagnóstico completo da realidade, mais do que isso, para a gente poder ter propostas, projetos, ideias novas que pautem um debate pensando em 2022. Agora candidatura ao governo, isso vai acontecer na hora certa, se for algo natural e lógico que ocorra”, afirmou. (As informações são do A Tarde).

Da Redação- Luciano Reis Notícias, via Bahia na Política