Punhos dourados: Hebert Conceição vence final e escreve seu nome na história do esporte brasileiro

Brasil Esportes
“Verás que um filho teu não foge à luta”. Esse é o trecho do hino nacional brasileiro que representa a imensa conquista de Hebert Conceição (foto ilustração) no boxe e que poderá ser cantado pelo pugilista baiano diretamente do lugar mais alto do pódio na Kokugikan Arena. O triunfo verde-amarelo nos pesos médios veio através da vitória sobre o ucraniano Oleksandr Khyzhniak, atual bicampeão europeu.

Nem os melhores roteiristas de Hollywood poderiam imaginar o enredo da vitória e título de Hebert Conceição. O pugilista brasileiro perdeu os dois primeiros rounds e foi para o terceiro e decisivo precisando encaixar um nocaute para decidir a luta. E assim foi, o baiano não desistiu, mostrou garra e colocou o adversário ucraniano no chão.

Hebert Conceição entra para a galeria dos grandes esportistas do Brasil. A conquista em Tóquio foi apenas a segunda dourada da história do boxe brasileiro em Jogos Olímpicos. A primeira havia sido com o conterrâneo Robson Conceição, na Rio-2016. Agora, Hebert compartilha mais do que apenas o sobrenome com Robson, divide o reinado de campeão olímpico pelo país. (CB)

 

Da Redação- Luciano Reis Notícias, via Bahia na Política