Vitória empata com Operário-PR no Barradão e segue sem vencer na Série B

Esportes

O Vitória empatou em 0 a 0 com o Operário-PR, no Barradão, e segue sem vencer na Série B do Campeonato Brasileiro. Em três jogos, a equipe tem dois empates e uma derrota. 

O Fantasma entrou em campo com 11 desfalques. Seis jogadores testaram positivo para a Covid-19, quatro estão em recuperação de lesão e um, o lateral-direito Alex Silva, estava suspenso. Ainda assim, o Rubro-Negro baiano não conseguiu ser superior em campo a ponto de balançar as redes adversárias. 

 

Com 2 pontos, o Vitória está próximo à zona de rebaixamento. O Leão volta a campo na próxima quarta-feira (16), contra o Remo, pela quarta rodada da Série B. A partida ocorre no estádio Baenão, em Belém (PA). 

 

DIFICULDADES 

O técnico Ramon Menezes optou por não iniciar, dessa vez, com o esquema de três zagueiros, que foi utilizado no primeiro tempo contra o Internacional, pela Copa do Brasil. A ideia, na ocasião, era evitar “sofrer gol”, segundo o próprio comandante.

 

Contra o Operário-PR, a primeira chance foi do Vitória, aos quatro minutos, com Samuel. O atacante recebeu dentro da área, girou e finalizou, mas a bola saiu mascada e o goleiro Thiago Braga ficou com ela. Na sequência, o camisa 9 fez o pivô para Guilherme Santos, que ajeitou para Roberto mandar uma bomba perigosíssima.

Foto: Reprodução / Premiere

A partir deste momento, porém, a etapa inicial mudou de figura. Não que o Operário tenha criado uma infinidade de chances, mas foi só subir a marcação que os jogadores do Leão se complicaram.

 

O primeiro exemplo disso ocorreu aos 17 minutos, quando o goleiro Lucas Arcanjo tentou sair jogando e chutou a bola na cabeça de Pedro Ken. Por sorte, ela foi para fora.

 

Aos 30 minutos,Thomas Bastos recebeu cruzamento e dominou com espaço na área mas, quando chutou, Gabriel Bispo se jogou na frente e a bola explodiu na cabeça do volante do Vitória.

 

A solução encontrada pelo Rubro-Negro foi arriscar. A equipe voltou a criar aos 40 minutos, em belíssima jogada individual de Eduardo. O meia deu um corte seco em Thomas Bastos, deixando-o no chão, e arriscou de longe. A bola ainda desviou antes de passar por cima da meta de Thiago Braga, com perigo.

 

Aos 45′, Gabriel Bispo mandou de muito longe e a bola passou perto do ângulo esquerdo do goleiro adversário. Na sequência, o Operário assustou de novo, com Marcelo. Após jogada individual, o camisa 10 obrigou Lucas Arcanjo a fazer uma boa defesa.

 

SEGUNDO TEMPO 

 

Para tentar fugir da pressão problemática do primeiro tempo, Ramon colocou Cedric no lugar de Eduardo no intervalo. David também entrou na vaga de Catatau. A medida claramente visava uma melhor saída de bola, e funcionou até certo ponto. O Vitória controlou a posse no início da etapa final, e criou boas chances, mas não marcou o gol.

 

Com tempo maior para trabalhar as jogadas, o primeiro fruto surgiu aos 16 minutos. Pablo Siles encontrou bom passe para Raul Prata na direita. O lateral cruzou na área e Cedric chegou chutando, mas pegou mal e a bola sobrou nas mãos de Thiago Braga.

 

Aos 18′, Pablo Siles apareceu de novo com qualidade. Da esquerda, arrumou um bom cruzamento e Samuel chegou cabeceando com muito perigo. O camisa 8 estava inspirado, e , aos 24 minutos, tabelou com David e deixou o camisa 11 em ótima posição para finalizar. O atacante pegou mal na bola, e mandou para fora.

 

O Fantasma só veio assustar aos 28 minutos, quando Lucas mendes apareceu pela direita e descolou bom cruzamento para Thomaz. Após furar na primeira, o meia conseguiu chutar na segunda tentativa, mas a bola subiu demais.

 

A superioridade do Vitória se esvaiu com o tempo e o Operário-PR até foi mais incisivo nos minutos finais. Um contraste com a última partida do Leão, contra o Internacional, pela Copa do Brasil.

 

FICHA TÉCNICA
Vitória 0 x 0 Operário
Brasileirão Série B – 3ª rodada

Local: Barradão, em Salvador, às 20h30
Data: 13/06/2021
Horário: 20h30
Árbitro: Djonaltan Costa de Araújo (PA)
Assistentes: Helcio Araújo Neves (Fifa-PA) e Bárbara Roberta da Costa Loiola (Fifa-PA)

Cartões amarelos: Marcelo e Roberto (Vitória) / Leandro Vilela e Fábio Alemão (Operário-PR)

 

Operário-PR: Thiago Braga; Fábio Alemão, Reniê, Rodolfo Filemon e Silva; Rafael Chorão (Thomaz), Pedro Ken (Léo Rigo), Thomas Bastos e Marcelo (Leandro Vilela); Rodrigo Pimpão (Lucas Mendes) e Ricardo Bueno. Técnico: Matheus Costa.

 

Vitória: Lucas Arcanjo; Raul Prata, Marcelo, Wallace e Roberto; Gabriel Bispo, Pablo Siles (Pedrinho), Guilherme Santos (Soares Bolota) e Eduardo (Cedric); Ygor Catatau (David) e Samuel (Dinei). Técnico: Ramon Menezes.

 

Da Redação- Luciano Reis Notícias, com Bahia Notícias