Salvador: DHPP investiga morte do delegado aposentado Valdir Barbosa

Polícia Salvador

O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga a morte do delegado aposentado e ex-candidato a deputado estadual, Valdir Gomes Barbosa. O corpo de Barbosa foi encontrado dentro do carro dele por volta das 20h, na noite de sábado (12), no Campo Grande em Salvador. A principal linha de investigação é de que ocorreu suicídio – o cadáver foi encontrado com um único tiro; no veículo foi encontrada a arma de Barbosa.

Barbosa ficou famoso, dentre outros casos, pela recuperação das joias roubadas no apartamento do senador Antônio Carlos Magalhães – o crime foi realizado pelo ladrão carioca Rui Clementino da Silva – também foi responsável pela liberação da estudante feirense Fernanda Viana, vítima do sequestrador Leonardo Pareja, jovem bandido goiano cuja história foi marcada por fugas espetaculares e acabou assassinado em um penitenciária.

Delegado foi candidato a deputado estadual pelo PPS em 2018- Foto: Reprodução

Valdir Barbosa registou parte dessas memórias no livro “Saques e Tiros na Noite”, no qual relatou com riqueza de detalhes a sua atuação como policial e também sua participação em missões especiais.

Como dito, o delegado tentou a carreira política, candidatando-se a deputado estadual pelo PPS, atual Cidadania, nas eleições de 2018. Ele obteve 2.640 votos, mas não foi eleito.

 

Da Redação- Luciano Reis Notícias, com Política Livre